Painel do Associado
Seja bem vindo ao
PAINEL DO ASSOCIADO


Voltar
RECUPERAÇÃO
DE SENHA

Atenção, enviamos o e-mail de recuperação de senha para:

Por favor, verifique seu e-mail para recuperar sua senha.

Visitantes On-line
17
Total de Visitas
3089032

Sindicato dos Guardas Civis
Metropolitanos de São Paulo

Central de Atendimento WhatsApp
11 98534-0105 / 98132-4349 / 98132-9367

Central de Atendimento WhatsApp
11 98534-0105
98132-4349 / 98132-9367

Notícias

publicado em 19/04/2018
PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DE 2018

Atendendo à convocação de Assembléia Geral do Sindguardas-SP, os trabalhadores da Guarda Civil Metropolitana se reuniram no auditório da entidade sindical para a construção da pauta de reivindicações de 2018.

A pauta foi construída elencando os tópicos das pautas de 2016 e 2017 que não foram atendidos pelo Governo, atualizando outros tópicos que foram parcialmente atendidos e inserindo novas reivindicações, de demandas originadas mais recentemente.

O índice de reposição salarial foi recalculado com base nos índices acumulados do ICV/DIEESE no período de 02/2004 à 12/2017.

Entre 2004 e 2017, segundo o índice ICV/DIEESE, houve inflação de 122,34%. Em 2004, um GCM no início de carreira recebia R$ 521,78 de vencimento padrão e mais R$ 260,89 de RETP, totalizando R$ 782,67. Se atualizarmos este valor segundo o índice do DIEESE, em Dezembro de 2017, os vencimentos deveriam totalizar R$ 1.696,44. Contudo, no período entre 2004 e 2017, o vencimento padrão de um GCM no início de carreira foi reajustado em 73,72% e, em Dezembro de 2017, correspondia a R$ 755,00 e mais R$ 604,00 de RETP, totalizando R$ 1.359,00. Isso resulta em defasagem de 24,83%.

O salário mínimo nacional teve reajustes maiores que a inflação neste mesmo período. Em 2004, a soma dos vencimentos do GCM 3ª Classe correspondiam a 3 salários mínimos e em Dezembro de 2016 corresponde a menos de 2 salários mínimos. Hoje, o piso salarial de um GCM 3ª Classe é de R$ 1.656,00 e para que este piso salarial volte a corresponder aos 3 salários mínimos nacionais, precisa ser reajustado em 69,65%, alcançando, assim, os R$ 2.862,00.

A Pauta de Reivindicações de 2017 parte destes números e exige recomposição das perdas salariais em 24,83% no vencimento padrão, mais aumento real de 15%, e aumento do RETP para 200%, extensivo aos GCM's optantes pelas Leis 11.715/1995 e 13.768/2004 e aposentados. Exige também recomposição de 72,83% no piso salarial, para que os vencimentos alcancem os 3 salários mínimos no início da carreira.

Além desta reivindicação salarial, a Pauta de Reivindicações de 2018 apresenta várias outras demandas, como contratação urgente de efetivo e abertura de novo concurso, concessão de aposentadoria especial pelo Mandado de Injunção, ajuste nas escalas e no sistema DEAC, reposição de uniforme e equipamentos, reformas nas unidades GCM etc.

A Pauta de Reivindicações de 2018 foi protocolada no Gabinete do Prefeito, na Secretaria Municipal de Segurança Urbana e no Comando Geral da Guarda Civil Metropolitana. Clique no link a seguir e veja como ficou a pauta de reivindicações da categoria GCM para o ano de 2018: http://www.sindguardas-sp.org.br/Store/Arquivos/oficio-025-protocolado-pauta-de-reivindicacoes-2018.pdf

 

SINDGUARDAS-SP, HÁ 25 ANOS TRABALHANDO PARA VOCÊ!

Onde Estamos
Rua Xavier de Toledo - 84 - 2º Andar - São Paulo | Telefones: 11 3231 - 0330 / 3231.4902 | Próximo ao metro Anhangabaú

Logo Infosind
Carregando . . .