SINDICATO DOS GUARDAS CIVIS METROPOLITANOS DE SÃO PAULO
Visitantes On-line
166
Total de Visitas
2433282

Central de Atendimento (11) 3231-0330

Notícias

publicado em 17/09/2018
COMANDO PROMETEU E NÃO ENTREGOU
O atual Comando da GCM de forma unilateral decidiu assumir as negociações sobre aumento salarial (RETP) diretamente com a Administração Municipal, se esquecendo de que é subordinada desta Administração.

Foram diversas idas e vindas de propostas mal elaboradas, criação de comissões inúteis com representantes do próprio Comando, e sem a participação efetiva do Sindicato conforme determina a Constituição Federal.







Prometeu elevar o RETP para 180%, depois caiu para 150%, e no final míseros 90% no RETP. Isso mostra um grau inaceitável de amadorismo quando um subordinado da Administração Municipal decide agir como sindicato, pois esse valor vai corresponder a 5,55% de aumento para os Policiais da GCM da mais rica Cidade do Brasil.

O Sindicato desde o início do ano vem tentando negociar com o Governo, no entanto a ação do comando foi contundente em não reconhecer a representatividade da única entidade Sindical.

Ainda assim entregamos uma proposta de elevação do RETP e do Piso, com percentuais para os três anos restantes do governo. Misteriosamente este oficio foi “perdido” no comando, e nunca foi encaminhado para o Governo. Após mais de um mês o Comando solicitou uma cópia ao sindicato, contudo a diretoria do sindicato sabendo do amadorismo também havia entregue cópia da proposta na SMSU.
Veja aqui: http://sindguardas-sp.org.br/site/NoticiaInterna/1039/o-sindguardas-sp-segue-na-luta-para-a-melhoria-salarial-do-servidor

Com muito custo o Sindicato conseguiu agendar uma reunião para o dia 10/09/18 às 11h00min com as Secretarias de Governo, de Finanças e Segurança Urbana, mas para surpresa da diretoria, na quinta-feira anterior a reunião foi estranhamente cancelada sem maiores explicações (será porque o Comando da GCM já estava em tratativas? Será que já sabia do resultado ridículo desta proposta e houve alguma promessa para manter o silêncio?).

O fato é que no dia 03/08/2018, ocorreu uma reunião com representantes das Secretarias de Gestão, Finanças, Segurança Urbana e o Sr. Comandante negociador, e nas palavras do próprio Comandante Carlos Alexandre Braga, “Tivemos um avanço muito significativo em relação à valorização do piso salarial e aumento do RETP”. O que seria esse avanço muito significativo? Um RETP de 10% enfiado goela abaixo?





O Comando ao adentrar numa seara que não lhe diz respeito, ou seja, representar os interesses salariais dos Policiais da GCM teve como resultado um reajuste insignificante para toda categoria. Aliado ao excessivo desgaste com trabalho sem garantia do cumprimento de direitos já adquiridos e que vem sistematicamente sendo descumprido como, por exemplo, a atividade física, cancelamento de folgas, jornadas extras sem do devido acréscimo, assédio moral, falta de equipamentos de proteção individual, armamento obsoleto.

O comando deveria buscar responder porque a gloriosa GCM de São Paulo se tornou em meros cuidadores de usurários de drogas, estátuas, cinemas desativados, paredes do teatro municipal, fonte inutilizada, muro de arrimo (arcos do Jânio), muro de vidro da Marginal Pinheiros que, provavelmente, tem problemas estruturais e que em virtude disto seja a causa de se quebrarem em consequência da trepidação dos veículos que ali circulam 24 horas por dia e o Comando opta por responsabilizar os Policias da GCM com punições injustas.

Infelizmente o Comando chamou a responsabilidade das negociações do RETP para si, sem medir consequências e sem avaliar que atitudes isoladas levam a resultados ruins como esse mísero aumento.

Estamos aguardando o vídeo do comando explicando porque ele prometeu RETP de 180% e só chegou em 90%.

Se preferir, leia esta notícia no formato PDF: Notícia em PDF


SINDGUARDAS-SP, HÁ 25 ANOS TRABALHANDO PARA VOCÊ!

Onde Estamos
Rua Xavier de Toledo - 84 - 2º Andar - São Paulo | Telefones: 11 3231 - 0330 / 3231.4902 | Próximo ao metro Anhangabaú

Logo Infosind